notícia

Educação adotará plataforma Google for Education

Sistema permitirá realização de aulas por videoconferência, facilitando interação com professores

Por Redação
22/05/2020 15:54:55
421 visualizações  Facebook   

Foto: Pref.SJB/Divulgação

A rede municipal de ensino de São João Batista passará a utilizar, a partir de junho, a plataforma Google for Education. O sistema substituirá o atual e permitirá, além da disponibilização de atividades não presenciais, a realização de aulas por videoconferência. A adoção da ferramenta tem como principal objetivo facilitar a interação entre professores e estudantes.

“A pandemia tem imposto ao setor de Educação grandes desafios. E, sem a certeza de quando será possível retornar à normalidade, temos que nos adaptar para manter um ensino de qualidade. Com a adoção do Google for Education, vamos conseguir colocar nossos alunos e estudantes em contato direto”, comenta o prefeito Daniel Netto Cândido.

Conforme ele destaca, mesmo antes do surgimento do coronavírus, a parceria com o Google já vinha sendo estudada como suporte para a rede. Em fevereiro deste ano, inclusive, foi realizada uma visita à sede brasileira da empresa, situada em São Paulo, para conhecer em detalhes as soluções tecnológicas disponíveis e como elas poderiam ser aplicadas em São João Batista.

As ações para colocar a ferramenta em funcionamento no município já estão em andamento. Ao longo desta semana, foram realizados encontros para sensibilização, planejamento e capacitação dos professores da rede. Na manhã desta sexta-feira (22), por exemplo, uma reunião on-line com a equipe pedagógica do Google serviu para alinhar as estratégias com os professores e a equipe da Secretaria Municipal de Educação.

“Nosso principal desafio é garantir que 100% dos alunos sejam atendidos. Os horários serão flexíveis para se adaptarem à rotina de cada família. Além disso, as aulas ficarão gravadas e poderão ser acessadas a qualquer momento, inclusive com a possibilidade de baixar os arquivos para assistir posteriormente, sem internet”, afirma a responsável pela pasta, Rafaela Tamanini dos Santos.

 

Validação de atividades não presenciais

Com a autorização do Conselho Nacional de Educação (CNE), referendada pelo Conselho Municipal de Educação por meio Resolução CME/SJB n° 01/2020, as atividades não presenciais serão consideradas válidas para o cumprimento da carga horária anual de 800 horas. O documento permite a reorganização do calendário escolar considerando especialmente que, como forma de evitar a disseminação da Covid-19, as aulas presenciais seguem suspensas por tempo indeterminado em todo o território catarinense.

ANTERIOR                       PRÓXIMA

Últimas notícias

® 2016 TopElegance Comunicação e Mídia ME. Todos os Direitos Reservados
Pubblicitae Programação e Comunicação