notícia

EM TIJUCAS: Seminário Internacional sobre Energias Renováveis atrai excelente público

Aproximadamente 140 pessoas prestigiaram as palestras de três profissionais alemães

Por Redação
13/03/2019 09:13:08
179 visualizações  Facebook   

O auditório da Casa do Empresário ficou lotado na noite desta segunda-feira (11) para o Seminário Internacional sobre Energias Renováveis. Aproximadamente 140 pessoas prestigiaram as palestras de três profissionais alemães, especialistas em produção de energia sustentável. O evento foi promovido pela Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (FACISC) e pelo Centro de Profissionalização das Associações Empresariais da Baviera (BFZ), da Alemanha, em parceria com a ACIT/CDL Tijucas.

As boas vindas ao público foram dadas pelas presidentes da ACIT e CDL Tijucas, Luciene Jacomossi de Souza e Marlise de Pinho Pacheco, respectivamente. As duas salientaram a importância do evento para as casas e para a região, ressaltando o fato de que a cidade é a primeira a receber o seminário, que passará por mais três municípios catarinenses e um do Rio Grande do Sul.

O Engenheiro Eletrotécnico Werner Hirmke foi o primeiro a falar, contando com a tradução simultânea do consultor alemão Andreas Dohle. Werner é engenheiro da Ikratos, pequena empresa alemã focada em sistemas fotovoltaicos. Este foi o assunto abordado por ele, que falou sobre os equipamentos utilizados pela empresa, novidades do ramo da tecnologia de energia solar, custos para produção de energia na Alemanha, boas experiências e exemplos de utilização da energia fotovoltaica.

Christian Etzkorn mora em Florianópolis há cerca de um ano e já domina bem o português. Ele é Diretor Executivo da AWITE, empresa alemã com filial no Brasil, que trabalha com tratamento de biogás e geração de energia a partir deste material. Christian abordou aspectos técnicos da geração de energia com biogás, como as lagoas e usinas de produção, destacando a utilização do método para aproveitamento dos dejetos provenientes da agricultura e da pecuária. A decomposição destes materiais é responsável pela produção do metano, gás utilizado para a gerar energia. O benfício em termos ecológicos da tecnologia é relevante, uma vez que o gás metano, quando liberado para a atmosfera, é mais de 20 vezes mais danoso do que o CO₂.

A última palestra da noite foi da Diretora da BENG eG, cooperativa de energia de Munique, Alemanha, Katharina Habersbrunner. Ela trouxe informações bastante interessantes sobre esta forma de financiamento da produção de energia, que não é comum para a realidade brasileira. As cooperativas aliam a responsabilidade ecológica à descentralização da produção energética, baseada no investimento dos cidadãos em fontes de energia renovável como forma de promover o desenvolvimento sustentável.

Para Christian Etzkorn, o interesse do público de Tijucas no assunto energias renováveis chama a atenção, porque não é um tema tão difundido no Brasil. "É uma cidade relativamente pequena e tivemos bastante pessoas, que ficaram até o final e fizeram perguntas, se mostrando interessadas no assunto", comenta. O Diretor Executivo da AWITE destaca a importância do investimento em formas de produção de energia mais sustentáveis como um diferencial econômico para o país nos próximos anos e ressalta a importância deste tipo de evento para disseminação de conhecimento sobre o tema. "Nós, como empresas, podemos chegar aqui no Brasil, mas para termos um público interessado nisso, precisamos chamar a atenção e distribuir esse conhecimento que existe no mundo. Isso pode gerar novas ideias para serem aplicadas aqui no Brasil", finaliza.

Colaborou: Thiago Furtado Acessor de Imprensa ACIT CDL / Divulgação.

Fotos: Thiago Furtado/ Divulgação

 

ANTERIOR                       PRÓXIMA

Últimas notícias

® 2016 TopElegance Comunicação e Mídia ME. Todos os Direitos Reservados
Pubblicitae Programação e Comunicação